Cultura Americana Histórias e mais histórias

Ainda há pessoas honestas

Hoje tive uma prova de que pessoas honestas ainda existem. A forma como tudo aconteceu foi muito fofa. Não consigo achar outro adjetivo a não ser fofa, pois foi a primeira palavra que me veio à cabeça quando me deparei com aquela cena. Vou contar.

Dia típico é dia de correria com as crianças na rua. Algumas das lojas que frequento abrem só às 10h00, sendo que  tenho que estar de volta em casa antes do meio-dia para almoçar com os meninos e colocá-los na cama para a sonequinha da tarde. É sempre uma maratona.

Geralmente já deixo pronta uma bolsa com tudo o que eles precisam. Assim, antes de sair, apenas verifico as fraldas, troco se necessário, pego a bolsa e coloco os meninos no carro, em suas respectivas cadeirinhas.

Hoje fomos na Ross e na Target. Terminadas as compras, eu parecia a Ayrton Senna dos carrinhos de supermercado em direção ao meu carro. Chegamos em casa, alimentei o mais novo que estava faminto, enquanto preparava a comida do mais velho e ainda guardava as compras. Foi aí que senti falta do leite condensado e do coffee creamer. Saco! Verifiquei para ver se havia esquecido no carro e não achei nada. “Será que esqueci no caixa? Mas eu olhei bem antes de ir embora e o caixa estava vazio, sem nenhuma sacola. Bom, se esqueci lá, a moça do caixa deixou para mim no Atendimento ao Consumidor. Mas e se na verdade a sacola caiu na rua? Ah, não! Vou ter que voltar na Target bem na hora do almoço e da soneca das crianças!”

Terminei de alimentar o pequeno, troquei as fraldas dos dois, coloquei-os no carro e lá fomos nós de volta à Target. Estacionei, coloquei as crianças no carrinho de supermercado e caminhei em direção à porta da loja. Foi então que avistei a seguinte cena:

Não acreditei! Uma boa alma resgatou os meus produtos e os colocou na frente da loja pra mim. Meu primeiro pensamento foi: “Que fofo!”. O coffee creamer e as latas de leite condensado pareciam três criancinhas sentadinhas na sarjeta do colégio esperando a mãe ir buscar:

Sério, ficaram ali por mais de uma hora. Com certeza deixei cair a sacola, alguém viu e deixou os produtos ali para a pessoa (eu) ir buscar quando desse falta. Quanta gentileza e quanta honestidade! Poderiam ter levado embora, mas não; decidiram fazer a coisa certa. Mas certo, certo mesmo seria ter levado os produtos no Atendimento ao Consumidor ao invés de deixar ali torrando no sol quente, mas tudo bem, a intenção foi muito boa.

Agora imagina se eu tivesse deixado cair o sorvete de Oreo também! Teria virado líquido.

Delícia!

Bom, voltei pra casa com um sorriso no rosto, dando risada por dentro. Coisas tão pequenas, mas com um significado tão positivo. Ainda tenho fé na humanidade. 🙂

 

Compartilhe

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Maisa Medeiros
    31/08/2015 at 13:01

    Com certeza ainda existem pessoas honestas nesse mundo! E é tão bom quando encontramos com elas…

    • Reply
      Carol Mendes
      31/08/2015 at 15:23

      Não é, Maisa? Faz a gente se sentir tão bem, o dia fica tão leve…

    Leave a Reply