Cidades americanas Florida

Como é morar em Orlando, Flórida

Orlando! Disney e compras! Não é o que pensamos sobre a cidade? Mas como é, para um brasileiro, viver em Orlando? A Renata, uma amiga muito querida (sempre prestativa, alto astral e sorridente, diga-se de passagem) desde 2008, quando a conheci na empresa onde trabalhávamos em São Paulo, foi morar em Orlando em janeiro deste ano. São apenas 9 meses na cidade, mas eu estava louca para saber dela como está sendo a experiência. Vamos à leitura?

Beijos, Carol

PS.: Para saber sobre estatísticas de Orlando, clique aqui.

______________

Orlando, Flórida

Moro em Orlando, no estado da Flórida, com meu marido, desde 7 de janeiro de 2015. Vim transferida pela empresa onde trabalho, em busca de qualidade de vida e segurança, e digo que já estamos super adaptados.

No estado da Flórida há muito latinos, principalmente em Miami. Aqui em Orlando tem uma comunidade brasileira bem grande. A maioria dos brasileiros está em Metro West, Celebration e Kissimee. Nós moramos perto do Aeroporto Internacional.

Já os americanos são super solícitos, muito bem educados e simpáticos, no sentido de, se você cruzar com alguém na rua praticando um esporte, a pessoa vai te dizer “bom dia” e sorrir.

Viver em Orlando é um sonho. Não porque estou perto dos parques da Universal ou da Disney, mas porque a vida é mais calma e tranquila. O trânsito está localizado em Downtown Orlando, para chegar na cidade de manhã e para sair da cidade no final do dia.

De maneira geral, o clima aqui é muito gostoso, mas o verão é bem intenso, chegando a mais de 40 graus Celsius. Agora estamos no outono e os dias são uma delícia. Quando chegamos aqui em janeiro, fazia muito frio por conta da nevasca que atingiu o norte dos Estados Unidos, mas os dias eram lindos, céu azul sem nenhuma nuvem e aquele vento bem gelado.

Nos finais de semana costumamos sair para comer pizza, visitamos amigos, vamos aos parques ou mesmo ao Downtown Disney dar uma voltinha. No auge do verão não dá nem vontade de sair de casa.

Aos brasileiros que vêm pra cá à turismo, recomendo visitar os parques da Universal e da Disney. Recentemente foi inaugurada a Orlando Eye, uma roda gigante como a de Londres. Nesse local tem o Orlando Sea Life Aquarium e o Museu Madame Tussauds.

Não costumo frequentar pontos de encontros de brasileiros. Moro bem longe do que aqui é conhecido como Brazil Town, região da International Drive. Em junho fomos à uma festa junina em uma Igreja Católica onde 98% das pessoas eram brasileiras. Teve até quadrilha! Muito gostoso mesmo.

Quanto a mercados que vendem produtos brasileiros, em geral se chamam Brasil, pequenos mercadinhos como de cidades do interior ou mercado de bairro. Já os restaurantes brasileiros normalmente são os de rodízio de carnes, como Fogo de Chão, Boi Brasil, Texas de Brazil, todos localizados na região da International Drive.

O que mais sinto falta do Brasil é o pão francês! Pão na chapa com requeijão! Encontramos pão francês nos mercados brasileiros, mas não é igual ao do Brasil.

Se penso em voltar a residir no Brasil no futuro? Sinceramente? Não. E se eu puder dar um conselho para o brasileiro que sonha em morar aqui, digo que ser ilegal não é legal. O que vimos aqui — principalmente meu marido que fez cursos de inglês — é que as pessoas se aventuram demais. Elas vêm para tentar a sorte mesmo. Eu tive a sorte e a bênção de ser transferida pela empresa onde trabalho. Se quiser vir pra cá, tente ser o mais “legal” possível. Nós, brasileiros, não somos elegíveis à loteria do green card (para saber mais sobre a loteria, clique neste link do EDV e neste do USCIS). Mas se você é casado com um cidadão que não seja brasileiro, vale a pena verificar se a nacionalidade dessa pessoa permite fazer o application para o green card.

Renata

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

 

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Orlando

Renata

 

Conheça outras cidades americanas:

Compartilhe

No Comments

Leave a Reply