Cidades americanas Washington

Como é morar em Mount Vernon, Washington

Hoje vamos conhecer Mount Vernon, láááá no estado de Washington. Sabe onde fica? Não confundir o estado de Washington com a capital dos Estados Unidos, Washington D.C., ok? Washington D.C. fica no Distrito de Columbia, na costa leste, a 3 horas e meia de New York; já o estado de Washington fica do outro lado do país, na costa oeste, fronteira com o Canadá. É longe pacas! E quem mora lá, mais especificamente na cidade de Mount Vernon, região de Seattle, é a Camila Vaz. É ela quem vai nos contar sobre a vida naquela região.

Camila Vaz é jornalista, blogueira e consultora de Imagem & Estilo. O blog Vaz Com Estilo teve início em janeiro de 2012, com a finalidade de divulgar os serviços da Camila. Porém, com a mudança dela e do marido para os Estados Unidos em 2013, muito da vida deles na Terra do Tio Sam acaba sendo mostrada por lá. O foco do blog continua sendo a moda (looks, dicas de combinações, etc.), porém com detalhes da rotina da Camila Vaz. Pessoalmente, acho o blog útil, divertido e “levanta o astral”, pois a Camila fala de moda “da vida real”, de itens que temos no armário mas acabamos não usando, muitas vezes por não sabermos como compor o look ou por usá-los de uma forma que não nos valoriza tanto. Gente, eu nem sou louca por moda e o blog dela me conquistou, pois é como se você tivesse uma amiga ali do outro lado da telinha te dando dicas sobre o que fazer com as suas roupas. Fora que ela é super acessível e uma fofa! E no Snapchat podemos ver o dia a dia da Camila (tão normal como qualquer dia nosso) com muitas dicas sobre a vida aqui na América.

Geeente, estou eu aqui falando um monte do blog da Camila Vaz e vocês ansiosos para saber da experiência dela em Mount Vernon… então vamos ver o que ela tem para nos contar?

Ah, e para estatísticas de Mount Vernon, clique aqui.

Beijos!

Carol

—————————————————————————

Mount Vernon, Washington

Moro na cidade de Mount Vernon, estado de Washington. Pra você ter ideia, estou a 45 minutos da fronteira do Canadá (quase onde Judas perdeu as botas).

Mount Vernon

Me mudei para os Estados Unidos em janeiro de 2013 porque meu marido – também brasileiro – foi convidado para trabalhar numa empresa americana. A gente já namorava há sete anos, então nos casamos e viemos de mala e cuia (e que difícil é fazer a vida caber em poucas malas, hahaha).

Agora já estou bem adaptada à nova cultura, mas eu lembro que tive fases: no primeiro ano viajamos bastante – foi como se eu estivesse de férias depois de trabalhar por tantos anos em dois empregos no Brasil, sem feriados (devido à minha profissão: jornalista). Já em 2014, passei quase todo o ano estudando para aperfeiçoar meu inglês. Pra mim é muito importante ocupar a cabeça, já que não posso trabalhar por causa do meu tipo de visto.

Quanto ao tipo de pessoa que mora na minha cidade, acho que tem muitos idosos. A gente brinca que se existisse fila preferencial aqui nunca chegaria a nossa vez nos restaurantes, hahaha. Em relação à nacionalidade, tem muitos mexicanos e na faculdade onde estudei inglês conheci muitos asiáticos.

E minha opinião sobre os americanos mudou demais! Imagino que acontece com todo mundo… Pensava que era um povo frio, mas não posso reclamar: os colegas de trabalho do meu marido me receberam muito bem! São sempre atenciosos e gentis. Acho engraçado também como os americanos distribuem elogios até para desconhecidos: vira e mexe alguém comenta da roupa e do sapato que estou usando. Talvez porque meu estilo seja muito chamativo e as pessoas aqui não ligam para a aparência.

De forma geral, posso dizer que são pontos positivos de morar na minha área: tranquilidade, qualidade de vida, muita vegetação (afinal, Washington é conhecido como “The Evergreen State“) e uma paisagem de tirar o fôlego, bem diferente do Brasil. Todas as pessoas que vieram nos visitar ficaram admiradas com a beleza natural. Outra vantagem é em relação às compras: já comprovei que aqui, por não ser rota turística, os preços de roupas são mais baratos do que nas lojas da Flórida, por exemplo.

Já os pontos negativos seriam: eu sempre gostei de agito e moro numa cidade pequena (33 mil habitantes, aproximadamente). Então sinto falta de lugares legais para ir aos finais de semana. Estamos a 1h30 de Seattle, que é a cidade mais famosa da Estado, mas não vamos com frequência pra lá por causa do trânsito na estrada. Outro problema é a distância em relação ao Brasil, pois tenho que pegar no mínimo dois aviões e demoro ao menos 24h para aterrissar em São Paulo.

E por falar em transporte, em geral, todo mundo tem carro próprio (até mais de um por família) e definitivamente ir a pé aos lugares está fora de cogitação. Como eu moro perto da faculdade, sei que tem ponto de ônibus para suprir os estudantes, mas confesso que nunca me locomovi por eles.

Agora o clima é um dos grandes problemas aqui: chove MUITO! Na maior parte do ano, os dias são nublados, com garoa – e como boa brasileira eu aaaaaamo céu azul. Agora com o horário de inverno anoitece às 16h30, ao passo que no verão o sol se põe às 21h. Ao contrário do que muita gente imagina, o frio aqui não é absurdo como na costa leste. Nestes quase três anos, acho que tivemos poucas semanas com temperaturas negativas. Porém, no verão, raramente passa dos 30 graus (então a temperatura oscila menos ao longo do ano).

Sobre a atividade econômica, eu acho que o destaque é a agricultura! Inclusive porque meu condado (Skagit County) é beeeem famoso pelo cultivo de tulipas (e tem o Tulip Festival todo ano em abril)! Os campos das flores aqui nas redondezas são lindos!

Quem vem passear aqui na região tem que conhecer Seattle. A cidade é linda e conta com muitas atrações: Space Needle (uma torre de 184 metros que proporciona uma vista de 360 graus de Seattle), o EMP Museum, o Pike Place Market, mercado que fica pertinho do primeiro Starbucks (a empresa começou em Seattle), além da região do píer, onde também tem uma roda gigante e o aquário.

Também sempre levamos nossas visitas para o Mount Baker, a montanha reconhecida como um dos lugares com maior quantidade de neve do mundo! A vista de lá é simplesmente espetacular!

Meu marido já foi com os amigos no tour da Boeing (Future of Flight) e no Museum of Flight. Eles amaram! Para quem gosta é um prato cheio.

Nos finais de semana eu e o marido vamos a restaurantes e cinema, basicamente. Com a chegada do outono/inverno, ficamos mais tempo dentro de casa.

Não tenho contatos com brasileiros. Na cidade onde moro só conheço uma brasileira (casada com americano), mas a gente pouco se vê, pois ela tem uma rotina diferente com seus quatro filhos.

Quanto a mercados onde são vendidos produtos brasileiros por aqui, o mais próximo de casa fica na cidade de Kirkland (cerca de 1h). Lá tem a Kitanda Espresso & Açaí, onde posso matar minhas lombrigas de coxinha e suco de maracujá (salivo só de lembrar, rs)!

Até hoje só conheci uma churrascaria brasileira em Seattle (The Grill From Ipanema)! Descobrimos sem querer durante o último Réveillon e, é claro, nos fartamos com o rodízio, rs.

E sobre o que mais sinto falta do Brasil, sem sombra de dúvidas sinto falta das pessoas (família e amigos)! Ficamos muito sozinhos aqui, especialmente eu – que sou dona de casa. Sempre trabalhei no Brasil e tive que me acostumar a uma outra realidade aqui (inclusive perder a independência financeira). Além disso, tenho saudade de alguns alimentos, como manga, mandioquinha, tapioca, guaraná Antarctica (que acabei encontrando na Amazon)… Ah, meu marido só gosta do arroz do Brasil, então temos que fazer estoque quando viajamos, hehe.

Não pensamos em voltar a residir no Brasil no futuro. Compramos nossa casa aqui ano passado e os planos são de ficar “pra sempre” nos EUA. Claro que se Deus permitir; caso contrário, voltaremos ao Brasil sem problemas.

Se puder dar algum conselho para o brasileiro que sonha em morar aqui, é: se tiver a oportunidade, venha! É difícil administrar a saudade, mas a experiência é extremamente enriquecedora e faz valer a pena.

Camila Vaz

 

Mount Vernon

Placa da entrada da cidade de Mount Vernon

 

Mount Vernon

Vista área de Mount Vernon durante passeio de helicóptero em 2014

 

Mount Vernon

Victor e Camila no píer de Seattle

 

Mount Vernon

Mount Vernon é uma das cidades que promove anualmente o Tulip Festival

 

Mount Vernon

 

Conheça outras cidades americanas:

Compartilhe

No Comments

Leave a Reply