Cidades americanas Nevada

Como é morar em Las Vegas, Nevada

Las Vegas, baby! Quem nunca sonhou em ir pra lá? E muita gente já foi, sim. Mas toda pessoa pé-no-chão sabe que visitar é uma coisa… e morar é outra. E como seria morar lá? Como é a vida cotidiana do residente de Las Vegas? Quem vai nos contar é a médica dermatologista brasileira Sabrina Costa.

Antes, vamos a alguns dados sobre a cidade, que é a 29a cidade mais populosa dos Estados Unidos e a mais populosa do estado de Nevada. Las Vegas City fica no condado de Clark e, em 2015, sua população estimada era de 623.747, de acordo com o United States Census Bureau. Para dados mais detalhados sobre a cidade, clique aqui e explore as informações do City Data.

 

image


Las Vegas, Nevada

Sou Sabrina Costa. Nasci em Fortaleza, morei em Denver (estado do Colorado) quando adolescente. Estava morando em Paris (tinha planos de ficar por lá) até conhecer meu marido, que mudou meu rumo para a terra do tio Sam.

Minha adaptação aos EUA foi maravilhosa pois começou pelo Sul da Flórida, que praticamente ainda é Brasil. Meu primeiro destino foi Parkland, uma cidade que fica a aproximadamente 40 minutos de Miami. Cidade tranquila, baixíssimo nível de criminalidade, onde tem as melhores escolas públicas dos EUA, e por isso o aluguel era bem caro. Como não tenho filhos, estava “pagando” a escola dos outros, pois o valor do imóvel varia com a qualidade da escola próxima, então não estava valendo a pena para a gente. O rental (aluguel) estava perto de vencer e resolvemos pesquisar outras opções de locais para morar.

Meu marido todo ano participa de uma feira grande de automóveis aqui, a SEMA. Enquanto ele estava na feira, pesquisei a comunidade. Comecei a ler mais sobre a vida de Las Vegas. Os rentals aqui são bem mais acessíveis e optamos voltar em seguida para pesquisar e cogitar a hipótese de morar aqui, afinal passear é bem diferente de morar. Passamos uma semana só explorando a cidade e conhecendo todos os bairros e cidades próximas.

Visitamos e estudamos várias opções de cidades pelos EUA, colocamos numa planilha com os pontos a serem avaliados e até que resolvemos por Las Vegas. Não conhecíamos ninguém e esse foi um dos pontos negativos, mas Vegas ganhou com os seus vários positivos. Fizemos nossa mudança nós mesmos, arrumamos, empacotamos e colocamos tudo num caminhão alugado. Dirigimos da Flórida para Nevada e foi uma experiência única cruzar todo os EUA de estrada. Belíssima viagem!

Muita gente vê Las Vegas como a “Disney dos adultos”, uma cidade de cassinos e balada 24 horas, principalmente aqueles que restringem a sua ideia de Vegas ao que assistem filmes como “The Hangover” (“Se Beber, Não Case”). Os filmes mostram uma comédia que ocorre na Sin City de Las Vegas. Para quem não sabe o que é Sin City, é uma área urbana (que existe em várias cidades, inclusive no Rio de Janeiro) dedicada a “vícios”, sejam eles legais ou atividades ilícitas que sejam toleradas. Las Vegas tem a sua parte de Sin City, onde ocorrem jogos de azar, apostas, casamento fácil (o escritório funciona 24 horas  os 365 dias do ano. Você dá entrada nos documentos e recebe a licença no mesmo momento), prostituição (apesar desta ser ilegal no condado de Clark, o que inclui Las Vegas, é legal em outras cidades próximas), clubes de striptease, cabarés, boates, venda de bebidas alcoólicas 24 horas (até na farmácia!) e você pode caminhar na rua segurando a bebida (o que é proibido na maioria dos estados dos EUA)… Vocês provavelmente devem conhecer o ditado “o que acontece em Vegas, fica em Vegas” e dá pra entender o porquê dele existir!

Mas Vegas não é uma Sin City e ponto final; a Sin City é apenas parte da cidade. E mesmo lá, existem várias regras para controlar a zorra. Além dos cassinos, que tornaram a cidade famosa, Las Vegas é uma cidade normal. Possui bairros tranquilos e ambientes calmos que nada lembram as luzes e agito da rua principal da cidade, a Las Vegas Boulevard – ou Strip, como é comumente chamada. Vegas tem seus bairros residenciais calmos, com diversas (muitas) igrejas, hospitais, escolas, como qualquer cidade tipicamente americana. Mas o mais importante que você precisa saber é que, apesar da cidade passar — para alguns — a imagem de “cidade da bagunça”, aqui é totalmente o oposto disso e as leis são mais rígidas que em estados como a Flórida (onde já morei), por exemplo. Para entrar em nightclub, tem que ter 21 anos de idade e ponto final, não tem conversa. Em Miami você pode entrar em boate de tênis e blusa de malha, mas aqui não pode de jeito nenhum, mesmo no verão escaldante; é necessário cumprir o “dress code” (roupa adequada para o evento) com uma roupa mais social. Outra coisa a mencionar, é que na Flórida não tinha muita blitz; em Vegas a vigilância é maior e há muitas (e severas) blitz. Então, aqui temos a Sin City, sim; mas as leis são mais rigorosas. Você pode, sim, beber andando na rua (o que não acontece na maioria das cidades americanas), pois a parte turística é uns dois blocos, os turistas ficam lá à pé, sem carro, então acabam bebendo na rua mesmo. Não devemos tirar conclusões precipitadas por isso e achar que Nevada é um estado permissivo em comparação a outros. Se você for pego dirigindo com bebida, a tolerância será zero.

Bem, quando cheguei aqui, comecei a frequentar a igreja todos os domingos e fiz alguns amigos americanos, que sempre foram super atenciosos e abertos a amizade. Diferente da Flórida, aqui a maioria da população é americana, seguindo de Asiáticos e Mexicanos. A comunidade brasileira é bem pequena e não tenho contato. As pessoas de Vegas que tenho contato são da área da saúde, advogados e informática.

Meu marido frequenta alguns “meet ups”, às vezes o acompanho e acabei fazendo amizade com pessoas do ciclo dele, na verdade a minha “bff” (“Best Friend Forever”) daqui conheci lá.

Nada é perfeito, razão pela qual construímos a planilha para resolver qual cidade mudar. Para meu marido, profissionalmente, aqui é bem melhor e ele veio com o plano de expandir a empresa dele para esse lado dos EUA.

Transporte público em Las Vegas é bem restrito, mais na parte turística (que é bem pequena). A vantagem é que aqui tudo é bem perto, o mais distante é 20 minutos de carro e não existe pedágio. Na Flórida era tudo mega distante, tráfico estressante e ainda tinha pedágio. Vale ressaltar que existe ciclovia em praticamente toda Las Vegas.

O clima de Las Vegas, para mim, é perfeito. Seco, 9 meses do ano com temperatura super agradável (dá pra fazer muitas atividade ao ar livre), mas o verão é completamente insuportável de não conseguir ficar 10 minutos ao ar livre. Passa de 40 graus Celsius e realmente pode até matar (Heat Stroke).

Adoramos fazer trilhas e explorar a vida ao ar livre aqui. Acampei pela primeira vez na vida aqui e agora quero acampar sempre, pois a estrutura me conquistou e já viciei. Já tenho o sonho americano de ter meu trailer. Imagina não ter mosquitos, ser seguro (sem medo de ser assaltado), tudo organizado com banheiros, tudo limpinho, temperatura agradável e lindo? Pois bem, aqui.

Outro ponto interessante é que a apenas 30 minutos daqui temos estações de esqui, o que pode surpreender algumas pessoas que pensam que aqui é apenas calor. O calor dura apenas 3 meses no ano (o que não é nada para mim que veio do Ceará. 🙂

Outro ponto que amo de Las Vegas é que tem opção de voo para todo canto do mundo, e acredite… Às vezes sai mais barato voar de Las Vegas para Fortaleza do que Miami – Fortaleza. Eles incentivam muito o turismo então tem muito disso.

Para turista, hotel não falta e tem muitos com preço super barato, uns 60 dólares. Claro que tem os de alto luxo com um valor superior, mas você consegue bom hotel por esse preço.

Comida brasileira aqui tem restaurante e mercadinho, mas honestamente não frequento. O preço é bem mais caro do que estava acostumada na Flórida e eles não tem self-service brasileiro aqui. Cozinho em casa, encontro todos os produtos nos supermercados americanos ou latinos e aqui em casa sempre tem comida super brasileira: churrasco, feijoada, tapioca, farofa… E até caranguejada à cearense (com leite de coco e coentro).

Não sinto falta do Brasil, só de praia. Quem sabe um dia vá morar na Califórnia.

Não penso em voltar para o Brasil, nunca pensei em ficar no Brasil.

Conselho para brasileiro que quer vir morar em Vegas é: Não venha ilegal. Vegas parece ser a cidade da bagunça (talvez pela imagem que as pessoas têm de Sin City), mas ao contrário, é bem mais rigorosa em tudo. Por exemplo, na Flórida você consegue tirar a Driver’s License (carteira de habilitação para dirigir) com visto de turista; aqui precisa do Social Security e visto de residente.

Então, para mim, morar em Vegas é maravilhoso, é como se eu morasse numa cidadezinha (pois meu bairro é super tranquilo, mega silencioso), mas tem tudo 24 horas ao redor (na Flórida, a maioria das coisas fechava às 22h00)… Além de ter a “Sin City” há poucos minutos (15). Opções de shows e diversões não faltam na parte turística. Às vezes até me esqueço que moro em Vegas de tão calmo que é meu bairro.

Sabrina Costa, MD

 

Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas



Las Vegas


Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Conheça outras cidades americanas:

Compartilhe

You Might Also Like

14 Comments

  • Reply
    Como é morar em Mill Creek, Washington | Descobri a América!
    23/07/2016 at 14:46

    […] Protegido: Como é morar em Las Vegas, Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Anchorage, Alaska | Descobri a América!
    23/07/2016 at 14:47

    […] Como é morar em Las Vegas, Nevada | Descobri a América! […]

  • Reply
    Como é morar em Sunnyvale, California | Descobri a América!
    16/08/2016 at 16:18

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como são os americanos, segundo brasileiros nos EUA | Descobri a América!
    24/08/2016 at 23:15

    […] “Quando cheguei aqui, comecei a frequentar a igreja todos os domingos e fiz alguns amigos americanos, que sempre foram super atenciosos e abertos a amizade. Meu marido frequenta alguns “meet ups”, às vezes o acompanho e acabei fazendo amizade com pessoas do ciclo dele, na verdade a minha “bff” (“Best Friend Forever”) daqui conheci lá.” (Sabrina Costa – Las Vegas, Nevada) […]

  • Reply
    Como é morar em Chicago, Illinois | Descobri a América!
    24/08/2016 at 23:39

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Miami, Flórida | Descobri a América!
    25/08/2016 at 00:00

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Houston, Texas | Descobri a América!
    28/08/2016 at 10:06

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Quero morar nos Estados Unidos | Descobri a América!
    28/08/2016 at 12:12

    […] “Conselho para brasileiro que quer vir morar em Vegas é: Não venha ilegal. Vegas parece ser a cidade da bagunça (talvez pela imagem que as pessoas têm de Sin City), mas ao contrário, é bem mais rigorosa em tudo. Por exemplo, na Flórida você consegue tirar a Driver’s License (carteira de habilitação para dirigir) com visto de turista; aqui precisa do Social Security e visto de residente.” (Sabrina Costa – Las Vegas, Nevada) […]

  • Reply
    Orlando com Família | Descobri a América!
    28/08/2016 at 12:12

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Lake Mary, Florida | Descobri a América!
    31/08/2016 at 00:20

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em West Palm Beach, Flórida | Descobri a América!
    08/09/2016 at 00:25

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Lincoln, Illinois | Descobri a América!
    10/09/2016 at 01:53

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Como é morar em Wilmington, Delaware | Descobri a América!
    13/09/2016 at 14:00

    […] Como é morar em Las Vegas, estado de Nevada […]

  • Reply
    Eduardo
    11/06/2017 at 12:29

    Excelente post sobre a vida em Las Vegas, agora somente gostaria de corrigir algo. Drive License em Nevada os imigrantes ilegais conseguem tirar, e renovam 1 vez ao ano com teste oftalmologico. Califórnia também fornece a Drive License para indocumentados. Do resto show. Parabéns

  • Leave a Reply